Mostrar mensagens com a etiqueta Decoration. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta Decoration. Mostrar todas as mensagens

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Caixa de Brinquedos :: Toy Box

{Scroll down for English}


E no seguimento do meu último post, porque me sobrou tinta azul e soluções de arrumação para a pequenada nunca são demais, decidi fazer mais uma caixa, desta vez, para arrumar brinquedos. Os princípios de execução foram exactamente os mesmos, basta apenas trocar o print das estrelas pelas letras. Acho que ficou amoroso no quarto do Salvador. 

Resto de uma boa semana para todos vocês, desse lado, que me seguem fielmente.  

terça-feira, 13 de junho de 2017

A Nossa Mini Biblioteca :: Our mini Library



Já podem ler o meu último artigo para a KIDE Magazine, aqui. Um novo tutorial da nossa mini biblioteca. 
Espero que gostem. 

***************

You can now read my latest article for KIDE Magazine, here. A new tutorial about our mini library. 
I hope you like it.


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Novo quadro :: New framework

{Scroll down for English}

Março foi mês de "culturas do mundo" na classe do Salvador. Fizemos muitas atividades cá em casa relacionadas com o tema, e de alguma forma pareceu-me também o momento perfeito para fazer o projecto do mapa mundo que eu estava sempre a adiar.

Aqui estão os passos:

*******************

March was the month for "cultures of the world" in Salvador's class. We did a lot of activities related to the theme at home, and somehow it also seamed to be the perfect timing to do the map of the world project I was always postponing.

Here are the steps:

Passo 1 / Step 1


Passo 2 / Step 2


Passo 3 / Step 3


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 



domingo, 30 de outubro de 2016

Arrumação instantânea :: Clean up in a flash

{Scroll down for English}

Eu não cresci rodeada de muitos brinquedos, e uma ou duas bonecas que tinha melhores, eram sagradas para a minha mãe (que teve, talvez, duas (de trapos), durante toda a sua infância), logo, eu não podia brincar com elas sempre que quisesse. 
Não me restava alternativa senão, de vez em quando, ir à "caça" das minhas bonecas, tentando encontrar o último esconderijo, que a minha mãe tinha escolhido para elas. Em caso de operação bem sucedida, eu brincava um bocadinho com elas e de seguida, colocava-as novamente no seu lugar, de modo que ela não notasse a minha "intrusão".

Talvez por este motivo sempre fiz questão que o Salvador respeitasse os seus brinquedos.
Desde que começou a brincar que o encorajo, tanto a cuidar dos seus brinquedos, como a usar um brinquedo de cada vez. Em bébé, por exemplo, se ele estivesse a brincar com a torre de bolas, eu fá-lo-ia perceber que já não precisava mais do xilofone. Desta forma, ninguém incorre no risco de, acidentalmente, pisar sobre os brinquedos e magoar o pé, bem como, parti-los.

Ele pode, obviamente, usar tudo o que quiser, sempre que quiser. Não há caça aos brinquedos escondidos. No entanto, a regra é sempre esta: Brinquedos que não estão em uso, devem regressar  para a caixa dos brinquedos.

A arrumação é muito fácil de fazer com estas práticas caixas, onde ele pode colocar tudo sozinho. Contudo, reparei que como os brinquedos estavam todos misturados, por vezes se chateava por perder demasiado tempo à procura de um específico, com que lhe apetecesse brincar.

Então, eu pensei que era o momento certo para uma atualização.

Usei o Microsoft Word para criar uma grelha, e o google para procurar imagens que ele seria capaz de reconhecer, como por exemplo, blocos de Lego, para a sua coleção de legos.
Imprimi e cortei as imagens.
Como não tenho uma plastificadora elétrica, usei papel de plastificar livros, para proteger as folhas. Acho que não ficou nada mal.
Finalmente, usei fita-cola, dupla-face, e colei cada imagem nas diferentes caixas.

Não podem imaginar a diferença que esta pequena mudança fez na arrumação dos brinquedos, e na confiança que trouxe às brincadeiras do mais pequeno. 

Se alguém tiver interesse, terei todo o gosto em partilhar os meus prints com vocês, mandem-me para isso o pedido por email.

*******************

When I was a child, I didn't have many toys,  and the best one or two that I did have, were kind of sacred for my mum, (who has got maybe 2 rag dolls, her entire childhood), so I couldn't really play with them anytime I wanted. 
From time to time, I had no chance but going on a toy "hunt", trying to find the latest hiding space  for my dolls, that mum had chosen. In case of success, I would play a little with them, and then put them back again on its place, so that she couldn't notice my "intrusion".

Maybe this is why I've always made sure Salvador respected his toys. 
Ever since he started to play, that I encouraged him either to care for his toys and to use one toy at a time. As a baby, for instance, if he was playing with the ball tower, I would show him that he no longer needed the xilofone. 
This way, no one incurs the risk of, accidentally, step on the toys and hurt the feet, as well as, breaking them.

He can, obviously, use everything he wants, any time he wants. No hidden toys to hunt for. Nevertheless, the rule always stands: toys that are not in use, must go into the toy's box. 

The clean up is very easy for him to do on his own, with these amazing boxes, where he can easily store everything. Yet, I noticed that because they were all mixed up, he struggled to find specific toy, that he might want to play with in a certain moment.

So I thought it was time to a little upgrade. 

I used Microsoft Word to create a grid, then used google to search for images that he would recognize, like Lego blocks, for his Lego collection, for example. 
I printed it and cut the images.
I don't have a laminator, so I used book wrapping film to protect the sheets, and it turned out ok. Finally I used double face tape to stick them into each of the toy boxes.

You cannot imagine the difference that this small change made to our clean up time, and the confidence that it brought to our little one, on the stories that he's building up. 

I'm more than happy to share my prints with you, if you find it interesting, just drop me an e-mail please.



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Propósitos não se discutem

Mobilar uma casa que vai ser nossa temporariamente não é tarefa fácil, especialmente se quisermos continuar a dar-lhe aquele ar de: "lar doce lar".

Por norma ninguém vem para o Qatar de malas e bagagens. A maior parte das pessoas fica por um período de tempo pré-estabelecido, no final do qual deve abandonar o país, em 30 dias. Em consequência, existem um sem fim de open houses e expat leaving sales a acontecer na cidade, todos os dias, e dos quais eu fui muito assídua durante os primeiros meses. 
É uma excelente oportunidade de adquirir objectos e mobiliário em muito bom estado, a um custo muito baixo. 

Uma das peças que adquiri, foi esta estante, desenhada para um fim, totalmente, distinto, (normalmente vende-se para casa de banho...), e que eu aproveitei para colocar em destaque na minha cozinha...

A estante Molger, é bastante estreita, (condição essencial para caber neste cantinho), mas tem a arrumação necessária para expôr todos os meus, adorados, frascos e fresquinhos. 
Adicionalmente foi ainda muito fácil aplicar ganchos para pendurar panos, avental, coador, etc.

Adoro a quente sensação de conforto que a minha cozinha ganhou após este "re-propósito". 


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sábado, 18 de junho de 2016

O nosso cantinho de leitura :: Our reading corner

Já podem ler o meu artigo deste mês, para a KIDE Magazine, aqui.
Fiquem a conhecer o nosso cantinho de leitura, e como é fácil, fazerem um também.

***************

You can now read my article, here, for this month's KIDE Magazine.
 I show you our reading corner, and how easy it is to make one for yourselves. 



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

O 3º Aniversário

Antes desta grande aventura começar, festejamos o 3º aniversário do Salvador - que não quero deixar de registar neste meu cantinho virtual, por nada deste mundo.

O aniversário sem prenda(não valeu de muito sublinhar no convite), aconteceu há uma semana atrás, e foi... M Á G I C O.

O primeiro aniversário é sempre aquele mais ansiado, pelos pais, porém o terceiro foi sem sombra de dúvida, para nós, o mais especial.
As pessoas, a meteorologia, a métrica perfeita do nosso número mágico, o local, os amiguinhos dele, com as gargalhadas e gritos de que são feitos, a sombra da despedida, os preparativos do espaço com direito a vertigens e tremeliques da M, a experiência adquirida em anos anteriores, a saga da máquina das bolas de sabão, que só foi possível graças aos meus bons amigos "irlandeses", e que não sobreviveu ao final do dia para contar a história...

Tema: Balões de ar quente


Em termos de menu, as receitas do ano anterior funcionaram na perfeição, por isso voltei a aplicar a mesma dose e proporção: 
Cake pops, brownies, mousse de chocolate, cheesecake (este ano adicionei uma mini colher a cada copinho e funcionou muito melhor), bolo light de amêndoa.
Novidade: salada de fruta - saiu que nem ginjas!


Para a decoração. 
Candeeiros de papel transformados em balões de ar quente, bandeirolas de anos anteriores (feitos pela madrinha), tecido e dossel da IKEA, núvens de cartolina desenhadas por mim e cortadas pelo pai, globo da loja asiática mais próxima (e que ficou de lembrança para o amigo D (altamente apreciador de globos), flores do campo cedidas pela querida M. Caixa de madeira, mapa antigo da coleção do papá. Balão nº 3, lança confétis, serpentinas, balões de ar quente, acessórios photo booth, tudo daqui.



Caixinhas de pipocas de cartolina, muito mais simples de fazer do que parecem.
Bolo, obra da maravilhosa Susana Pinto.


Indicadores feitos com palitos de BBQ e cartolina.



No meio da desordem que eram os nossos dias de então, esforcei-me mesmo muito por lhe preparar um dia muito especial. No fim do dia valeu tudo a pena.
Era um menino feliz.
E eu não poderia desejar nada mais.

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Decorações de Natal simples e handmade

A nossa árvore de natal ficou mais aconchegadinha com os novos enfeites que lhe fiz ontem à noite.

Ano após ano procuro trazer algo de novo, handmade e portanto significativo.
Gosto de olhar para ela e pensar que cada ornamento tem uma história que me aquece o coração.

Para cada bola de papel usei: 

- 4 círculos de papel (vários padrões e texturas) com 10cm de diâmetro,
- cola em stick UHU,
- 40cm de fio.

Dobrei os círculos em dois e colei todos os lados.
Antes de colar o último lado, coloquei no meio o fio para pendurar a bola de papel na árvore, também ele dobrado em dois com um nó na ponta.
Ainda coloquei sininhos e mini bolas em cada ornamento, mas era perfeitamente dispensável.

Simples assim! E não há criança nenhuma que não adore participar nesta tarefa.



Depois disto fiquei ainda com a sensação de que faltava alguma coisa, faltava trazer elementos naturais para a nossa árvore, por isso prendi um fio à volta de algumas pinhas et voilà outra forma bem simples de a ornamentar - acho que para o ano vou encontrar mais algumas pinhas e pinta-las de branco para contrastar e cortar um pouco com os vermelhos e os dourados. 


F E L I Z  N A T A L!!!

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Going Toddler - Tape IV

A cama de grades do Salvador foi finalmente desmontada.
Ele já não dormia lá há imenso tempo, mas sabem como é... ficava tão bem ao lado da nossa... 

Tenho várias ideias para a reutilizar, porém nenhuma concretizada, dado que todos os cantos da casa estão ocupados... 

Quanto ao colchão... Esse foi fácil. Fiz um cantinho de leituras com ele (ideal para os dias frios que já se fazem sentir). 
O Salvador tomou imediatamente conta dele - creio que o identifica como o seu forte, pois é para lá que foge quando não quer comer, mudar de roupa, ou calçar os sapatos, certo porém de que o vamos atacar com um carregamento de cócegas.
Sagas anteriores aquiaqui e  aqui.



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Go for the Romantic Look

Há quase um ano atrás prometi mostrar-vos a evolução da decoração da minha sala, como não tinha data definida não posso verdadeiramente dizer que esteja em falta convosco, mas lá que dá vergonhita, isso dá :(

Não percamos portanto, mais tempo. 

O ponto de partido foi o de uma sala contemporânea, linhas direitas e pouco comprometedoras para nos instalarmos de imediato. Com o tempo fui adicionando toques românticos, a fugir para o Shabby Chic mas sem acentuar demasiado o estilo.

Como?

1. Ter sempre flores, quando não poderem ser frescas, que sejam secas.


2. As almofadas são o principal elemento criador de estilo numa casa, como não quero proliferar o Shabby Chic, equilibrei com o verde das cortinas e uma almofada branca, antiga, de família, com um aplique de renda que achei uma doçura. 
Para fazer sobressair o detalhe, fiz-lhe um enchimento em cor rosa.   


3. Uma manta bem quentinha sempre à mão.


4. As rendas condizem desde sempre com o look romântico, se foram das que guardaram as rendas que as tias ofereciam "para o enxoval", quando eram ainda crianças, vão procura-las no baú pois estão de novo na moda. 


5. Composições com livros antigos e vasos de flores. 
(Infelizmente as flores naturais, atraiam muitos mosquitos e tive que optar por flores artificiais...)


6. Composição com um tabuleiro em cor pastel e estes porta velas que adoro.


7. Puxadores novos. Todos os passos anteriores só ganharam vida quando os puxadores foram mudados. 


Simples assim. 

Uma Boa Semana!! 

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sexta-feira, 5 de junho de 2015

Espelho meu, espelho meu :: Mirror, mirror mine

O meu velho espelho efeito lupa perdeu a sua base há algum tempo, coloquei-o várias vezes junto ao caixote do lixo, mas por algum motivo acabava por o recuperar sempre - penso que este seja um mal comum a todos os "bricoleiros"...

Comecei por lhe retirar a parte giratória que ainda tinha à volta e adicionei-lhe depois uma simples fita para o poder pendurar. O espelho manteve-se mas agora num ar mais romântico.

Acho que ficaria muito bem no meio de uma disposição de quadros, ou numa parede de espelhos desalinhados e de vários estilos. Não tenho nenhum dos dois mas deixo a ideia decorativa.
"A vida é como um espelho, sorri para ti quando tu sorris para ela".
Autor Desconhecido
Vamos sorrir todos os dias para o nosso espelho?

Bom fim-de-semana, gente linda!
   

********************************

My old magnifying mirror lost its base some months ago, I left it several times close to the bin trash but for some reason I was taking it back again every single time - I believe this might be a common thing to all "DIY" lovers. 

I began by removing the rotating part that was still attached to the mirror and added then a ribbon to be able to hang it on the wall. The mirror remained the same but gained a more romantic style.

I think it'd look nice in the middle of an array of frames or misaligned mirrors of various styles. Although we don't have any of those solutions at the moment I leave the decorative idea.


"Life is like a mirror, it will smile at you, if you smile at it"
Unknown Author

Let's go smile every day to our mirrors?

Have a wonderful weekend, beautiful people!

   


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 


terça-feira, 26 de maio de 2015

Uma forma de guardar o ramo de noiva :: A way to keep the bridal bouquet

Para quem se tem perguntado o que é feito de mim nas últimas semanas, a resposta mais sucinta que me ocorre é: tenho andado um pouco por vários sítios diferentes e totalmente longe daquela calma que a escrita, mesmo que coloquial como a minha, exige.

E porque o Carlos e eu acabamos de celebrar mais um ano de união, neste meu regresso à blogosfera apeteceu-me escrever sobre o meu bouquet de noiva; por um lado porque sabe sempre bem o tom revivalista, por outro porque pode ser uma ideia interessante para algumas de vós.

***

Dos vários bouquets que mandei fazer para o grande dia, apenas o meu sobreviveu às ávidas mãos da mais pequena das minhas aias - a cerimónia era certamente demasiado entediante para a pequena H de apenas 2 anos, e desfazer os bouquets foi a forma mais divertida que encontrou para suportar a "clausura"... 

Quando a hora de atirar o ramo chegou, a contagem nunca mais acabava, foi difícil desprender-me dele, no calor do momento o meu mantra foi: "bolas, é apenas um bouquet, amanhã mando fazer outro igual e fica tudo bem" - e foi assim que o meu querido bouquet foi cair direitinho nas mãos da minha amiga S. 
Na verdade foi um momento muito bonito e não estava nada arrependida de o ter feito (inclusive seis meses depois, estávamos nós a comer do seu bolo de noiva :) ). 

Os second thoughts vieram depois... obviamente que nunca mais mandei fazer um bouquet igual. Não havia forma de o replicar...

No ano seguinte porém, os nossos amigos visitavam-nos em Dublin, a S trazendo com ela o melhor dos presentes. O meu bouquet. Tinha cuidado dele como se dela fosse e entregou-mo num embrulho muito Pro e cheio de carinho, deixando-me totalmente desconcertada de tanta euforia, "mas tu achas que eu ficaria com ele?" dizia ela. E rimos e emocionamos-nos.

***

Eu sempre tinha imaginado o meu bouquet numa cúpula ao estilo "A bela e o Monstro" porém o tempo foi passando, o papel transparente em que a S embrulhou o meu bouquet ficando cada vez mais velho, e eu sem encontrar a tão desejada cúpula. 
Mas porque quem espera sempre alcança, no ano passado encontrei-a, nesta loja, tinha simplesmente  as medidas adequadas e é nela que agora figura o meu bouquet e esta história que me é muito querida. 

E vocês como é que mantêm os vossos bouquets?

****************************************

For those who have been wondering what happened to me in the recent weeks, the most succinct answer that occurs to me is: I have been in too many different places and totally away from the calm that writing demands.

And because Carlos and I have just celebrated another anniversary, on my return to the blog I would like to write about my bridal bouquet; firstly because the revivalist tone on this matter always feels good, secondly because it may be an interesting idea for some you.


***


From the several bouquets I ordered for the big day, the only survival to the tinny little hands of my smallest flower girl was my own - the ceremony was certainly too boring for the two years old little H, and pull the petals of all the bouquets was the best way she found to support the "enclosure"...

When the time to throw the bouquet came, the counting was too long, it was difficult for me to let it go. In the heat of the moment my mantra was: "oh came on, it's just a bouquet, tomorrow I can order a similar one and everything will be fine" - and this is how my dear bouquet felt straight into the hands of my sweet friend S.
It was actually a very beautiful moment and I wasn't sorry for having done it (curiously six months later we were eating her own wedding cake :)).

The second thoughts came later... obviously I never  ordered a similar bouquet. There was no way it could have been replicated...

The following year though our friends visited us in Dublin, and S was bringing with her the best of the presents. My bridal bouquet. She had taken care of it as if it was her own and handed it to me in a very Pro packaging, leaving me totally disconcerted, "how could you think I would keep it to myself?", she said. And we laughed and became emotional about it.

***

I had always imagined my bouquet in a glass dome as the one featuring in "Beauty and the Beast", but the time was passing by, the transparent paper in which S wrapped my bouquet was getting older and older, and I was still looking for the so desired glass dome.
Finally last year I was able to find it at this store,  with just the right measures to hold my bouquet and this story, that I also hold very dear in my heart.

What about you? How do you keep your bridal bouquet?




Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 
E se por um lado tenho sempre este meu cantinho no pensamento, por outro tornar-me menos dependente dele é um objectivo que já estipulei, este blog é um hobby que me dá muito prazer, e sem essa característica deixa de fazer sentido vir aqui. 




sexta-feira, 1 de maio de 2015

Um embrulho menos óbvio :: a less obvious gift wrap

Por aqui estamos de malas feitas para uma viagem muito esperada, que se irá finalizar com um casamento.
Antes da descolagem porém, queria partilhar uma simples ideia com vocês.

Terminado o cartão para os noivos, faltava-me embrulhar a lembrança e não encontrava entre as minhas relíquias (designando toda a "tralha" que guardo em caixas e caixinhas, gavetas e armários) nada que me parecesse adequado à circunstância, tudo demasiado óbvio... 

Eventualmente os meus olhos pousaram de novo no meu caixote de madeira, e momento eureka! Porque não usar papel de parede? 
Com uma espessura bem mais interessante e um toque acetinado, era a solução ideal para esta ocasião tão especial.

Se tiverem restos de papel de parede aí por casa não os deixem ganhar pó, eles fazem embrulhos lindíssimos, que vos farão sentir orgulhosos e felizes.

******************************************

Around here bags are being packed for a most wanted trip, which will be ending up with a wedding.
Before departure though, I wanted to share a simple idea with you.

The bride and groom card was finished so it was time to finaly wrap the gift. I looked around among my relics (designating all the "stuff" I keep in boxes, drawers and cabinets) and nothing seemed to be appropriate to the circumstance, everything too obvious...

Eventually my eyes fell again on my wooden crate, and eureka! Why not using wallpaper?
With a much more interesting thickness and a satiny touch, it was the ideal solution for this special occasion. 

If you have wallpaper scraps somewhere in your home, don't let them gain dust, they make beautiful gift wraps that will fill you up of satisfaction and joy. 




Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 

quarta-feira, 8 de abril de 2015

De camisa de pijama a almofada :: From pajamas shirt to a pillow

A chegada da primavera é sempre uma altura que aproveito para fazer limpeza nos armários cá de casa.
Detesto acumular coisas que não uso de uns anos para os outros - dizem os fengshuistas que bloqueia a energia :) - mas ao mesmo tempo olho sempre para cada peça com "dois olhos", para perceber se existe um potencial extra em cada uma delas. 
Transformar não é acumular certo?

O projecto que vos mostro hoje é a transformação de um pijama que usei muito pouco, numa almofada nova.
Conseguem perceber pela imagem a simplicidade deste projecto? Fácil e de efeito tcharam, concordam?

**************************************

Every spring I do my best to clean out our closet.
I hate to accumulate stuff we don't use anymore - fengshuistas say that it blocks the energy :) - but at the same time I always look "twice" to each piece to perceive any extra potencial in each of them. Transforming isn't "hoarding", right?

The project I'm showing you today is the transformation of a pajamas shirt, that I used very little, into a cute pillow.
Can you unveil from the pictures, the simplicity of this project? 
Easy but wow factor, don't you agree?





Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 

sexta-feira, 27 de março de 2015

IKEA Street Art

Hoje sinto-me uma privilegiada por ter sido convidada a conhecer em primeira-mão a coleção Street Art que a IKEA irá lançar no dia 1 de Abril, em Portugal.

Foi um evento muito agradável e descontraído, num local que lhe vestia completamente a pele, foi a minha primeira visita ao Museu da Carris de Lisboa, mas irei certamente voltar (até porque o Salvador, que normalmente acorda com "o solavanco de um soluço", dormiu o tempo todo...).

Mas afinal o que é a Street Art
A Street Art não é mais do que a expansão da democratização do design, que a IKEA personifica tão bem no âmbito das peças decorativas e de mobiliário, mas agora também ao nível da arte. 
É no fundo levar um pouco da arte de rua (muitas vezes considerada menos nobre), para dentro das nossas casas. 

Existem 12 posters diferentes, pintados por artistas de todo o mundo, cada um com a sua mensagem única. Vão estar à venda por apenas 9,99€ e têm uma edição limitada. Podem conhece-los todos aqui, assim como os seus artistas. 

Perante um conceito novo como este, foi muito interessante ver o cuidado que a organização teve em criar vários espaços para tornar aquelas imagens "encaixáveis" em diferentes possibilidades de decoração (infelizmente as minhas fotos não ficaram dignas de serem "transmitidas", mas espreitem aqui para ficarem com uma ideia). 

Eu tenho 3 favoritos, mas consegui identificar-me de imediato com um em especial: The Eagle, a corajosa e valente águia do artista chinês Hua Tunan.

Obrigada IKEA Portugal. 



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 

sexta-feira, 20 de março de 2015

Herbário:: Herbarium

(No seguimento do post 5 dias, 5 projectos "Mãos À Obra").

Já me tinha apaixonado pelo herbário da Concha aqui, o cruzar-me novamente com ele no seu livro só reforçou a ideia de que tinha que começar definitivamente a fazer o meu próprio herbário.

Aqui está ele com as violetas da Tia O. ao lado das minhas pedras preciosas, de que vos falei aqui.
Adoro estas formas simples mas significativas de decorar as paredes das nossas casas.

E porque hoje começa a minha estação do ano preferida - Olá Primavera!!! Olá flores! Olá caminhadas doces! Olá odores inebriantes!

****************************

(Following my post 5 days, 5 projects "Mãos À Obra").

I firstly fell in love with Concha's herbarium here, founding myself in front of it again on her book only reinforced the idea that I definitely should start my own herbarium. 

Here it is, with Aunt O's violets, just beside my precious stones, which I talked to you about here.
I love these simple but meaningful ways to decorate our walls.

And because today is the first day of my favorite season - Hello Spring !!! Hello flowers! Hello sweet walks! Hello exciting odors!



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 
FACEBOOK INSTAGRAM - PINTEREST
#livromaosaobra #constancacabral #saidosdaconcha #herbarium #quadro #frameDIY #originalframe #reciclar #recycling 

quarta-feira, 18 de março de 2015

Quadro novo para o WC :: New frame for our WC

(No seguimento do post 5 dias, 5 projectos "Mãos À Obra").

Outro projecto que me convenceu de imediato no livro da Concha foram os "Quadros Para A Cozinha". Que ideia tão simples e tão brilhante! 

Na minha cozinha actual porém, não tenho a minima margem de espaço para a por em prática... Marquei no entanto com o devido post-it, para um dia, quem sabe, lá poder voltar...

Pesa embora não tenha concretizado esse projeto específico a ideia serviu-me de inspiração para um quadro novo. 

A caixa de um creme L'Occitane, que adoro, e que o Carlos me trouxe de uma das suas viagens, agora dá um ar da sua graça na parede do nosso WC*. 

*Uma Dica: Use fita-cola dupla-face para pendurar os seus quadros no WC e evite furos desnecessários.

****************************

(Following my post 5 days, 5 projects "Mãos À Obra").

Another project from Concha's book that convinced me immediately was "Quadros Para A Cozinha" (Frames For The Kitchen), what a simple and brilliant idea!

In my current kitchen however I haven't got the slightest margin of space to put it into practice... I marked it with a post-it for the future.

Although I wasn't going to explore this particular project, the idea inspired me to make this new frame.

An hand cream box from L'Occitane, that I love, and which Carlos brought me from one of his trips, now stands gracefully on the wall of our WC*

*Tip: Use double-sided adhesive to hang your frames on your WC and avoid unnecessary holes.



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 
FACEBOOK INSTAGRAM - PINTEREST
#livromaosaobra #constancacabral #saidosdaconcha #L'occitane #L'occitaneenprovence #quadro #WC #frameDIY #originalframe #reciclar #recycling 

terça-feira, 17 de março de 2015

Vaso original :: original plant pot

(No seguimento do meu último post 5 dias, 5 projectos "Mãos À Obra").

A ideia de usar uma caixa de vinho do Porto como vaso conquistou o meu olhar ao primeiro folhear, soube logo que aquele era um projecto a marcar com post-it. 
Gostei do conceito reciclado e mais ainda do charmoso resultado final.

****************************

(Following my last post 5 days, 5 projects "Mãos À Obra").

The idea of using a Porto wine box as a plant pot captured my attention from the first flipping trough the book, I immediately knew this was a project to be marked with a post-it.
I liked the recycled concept and even more the charming result.


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 
FACEBOOK INSTAGRAM - PINTEREST
#livromaosaobra #constancacabral #saidosdaconcha #portwine #vinhodoporto

sexta-feira, 6 de março de 2015

Tutorial :: Cabeceira de cama simples de fazer :: Easy-to-make headboard :: DIY



Em Outubro passado compramos uma cama nova ao Salvador (ver aqui). O modelo escolhido foi este, porque gosto bastante das linhas clássicas de toda a gama.

Para a diferenciar das milhares de camas sundvik espalhadas pelo mundo, decidi personalizar-lhe a cabeceira. 
Não sou fã de soluções irreversíveis, por isso pensei em criar uma cabeceira em papelão.
Sim, em papelão! É muito mais leve que o MDF, e neste caso em concreto assentou que nem uma luva.

Preparei este post em jeito de tutorial para verem como é super simples e rápido de fazer, uma solução decorativa ao alcance de todos!

******************************

Last October we bought a new bed for Salvador (see here). The chosen model was this one, since I really like the full range's classic lines.

To differentiate it from the thousand sundvik beds around the world, I decided to personalize the headboard.

I'm not a fan of irreversible solutions, so I thought on creating a cardboard headboard.
Yes, you've read it correctly. In cardboard! It is much lighter than MDF, and in this particular case  it was the perfect solution.

As you're about to see on the tutorial I prepared this week, this is a super simple and quick to make project, definetly a decorative solution at everyone's reach!

Material necessario:
Material you'll need:


- Um recorte de papelão com 69cm x 35cm;
- um x-acto para cortar o papelão; 
- uma fita métrica (não está na imagem, mas dá muito jeito para tirar todas as medidas);
- 90cm x 55cm de tecido no padrão desejado;
69cm x 35cm de dracalon;
- uma pistola de agrafos;
- linha, dedal, agulha, tesoura de costura e caneta para tecidos (para plissar o tecido - este passo não é essencial);
- uma tesoura zig-zag para tecido, (pode optar por não usar, mas eu aconselho para evitar que ele desfie);
- Fita-cola de dupla face, (forte) - (não está na foto).

- A cardboard with 69cm x 35cm;
- A cutter to help you cut the cardboard;
- A tape-measure (doesn't show on the above picture, but very handy to take all measurements);
- 90m x 55m of fabric;
- 69cm x 35cm of polyester wadding;
- A stapler gun;
- Thread, thimble, needle, sewing scissors and fabric marker (for pleating the fabric - this step is not essential);
- A zig-zag scissors to cut the fabric (you can choose not to use it, but I would advise you to in order to prevent it from unraveling);
- Double-sided adhesive tape (strong) - (doesn't show on the above picture).

Passo 1 
Step 1


Depois de cortar o tecido nas medidas indicadas com a tesoura zig-zag, estique-o sobre o papelão e com a caneta para tecidos marque vários pontos perpendiculares no avesso do mesmo.

(Este passo não é essencial, uma cabeceira lisa fica igualmente bonita).

After cutting your fabric with the zig-zag scissors, stretch it over the cardboard and use the fabric marker to draw various perpendicular points on its back.

(This step is not essential, a straight headboard is equally beautiful).

Passo 2
Step 2


Plissar os vários pontos marcados. 

Pleat the drawn points. 

Passo 3 
Step 3


Esticar o tecido no chão, colocar o dracalon por cima e por fim o papelão.
Agrafar o tecido ao papelão

Stretch the fabric on the floor with the polyester wadding over it and the cardboard on the top.
Staple the fabric to the cardboard

Passo 4
Step 4



Colar a fita-cola de dupla face na parte de trás da cabeceira e cola-la à cabeceira da cama.

E está pronta!

Stick the double-sided adhesive to the headboard's back and then to the bed.

And it's ready!



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofia's Whispers on: 
#sundvik #ikea #IKEA #headboard #diy #facavocemesmo #costura #sewing #cabeceiradecama #cabeceira

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...