quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Desejos de Natal :: Christmas Wishes

Desejo a todos um Santo e Feliz Natal. 

I wish you all a Merry Christmas.



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Na minha mesa de natal II :: Ideia para prenda de natal


Eis a ideia concretizada de que vos falei aqui.

Nos últimos anos tenho oferecido o bolo inglês como presente de natal  (que eu pessoalmente, prefiro ao típico bolo rei) - e cada vez acho mais graça à ideia, pois tenho a certeza que desta forma estarei sentada à mesa dos meus amigos na noite mais longa do ano.

Quem me acompanha há mais tempo, sabe que as minhas prendas de natal são sempre que possível home (and heart) made. 
Foi a forma mais confortável que encontrei de levar um pouco de mim às pessoas que me são mais queridas sem entrar no consumismo descontrolado da época. Afinal a ideia não é concorrer para ver quem dá a prenda mais cara (e portanto "gosta mais de nós") mas sim fechar o ano agraciando (no sentido de gratidão) aqueles que fazem parte do nosso universo um ano inteiro.

Espero que gostem da ideia.

F E L I Z  N A T A L!!!

Mais ideias para presentes de natal: 

(Receita da tia L) 

Ingredientes:

- 300 gr açúcar, 
- 175 gr de manteiga, 
- 400 gr de farinha, 
- 5 ovos, 
- 1 c. sopa de fermento, 
- 1 cálice de vinho do Porto, 
- 200 gr de frutos secos e cristalizados 

Preparação:

Batem-se o açúcar e a manteiga até obter uma massa esbranquiçada e cremosa. Adicionam-se os ovos inteiros, batendo entre cada adição. Junta-se a farinha com o fermento e por fim o vinho do Porto e os frutos secos e cristalizados (envolvidos em farinha para não se concentrarem todos no fundo). Colocar na forma previamente barrada com manteiga e farinha e levar ao forno a 180ºC durante  mais ou menos 50mins.


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Uma questão de educação II

Se eu pedir delicadamente ao meu filho que apanhe o casaco que está no chão e o coloque em cima da cadeira e ele disser entusiasmado "ok, é para já mamã!" e sem mais, correr a executar o meu pedido, um observador externo ao assistir à sua prontidão, é capaz de se surpreender positivamente e pensar:  "olha que menino tão bem educado".

No entanto se o meu filho me pedir por exemplo:"mãe põe os meus monequinhos, se faz xavor" e eu largar o que estiver a fazer e lhe disser: "ok, é para já filhinho!", esse mesmo observador externo ajuizará tendencialmente: "este miúdo é um grande mimado, fazem tudo aquilo que ele pede".

Verdade ou mentira?

Quando é que a consciência global percebe que a criança aprende essencialmente com o nosso exemplo?
Que empatia teria ele afinal pelas minhas necessidades, se eu não mostrasse igualmente empatia pelas dele?

Quando a nossa resposta aos seus pedidos tem que ser negativa, não aceitarão melhor eles uma alternativa como:
Eu imagino o quanto tu deves estar ansioso por ver o episódio dos teus desenhos animados preferidos, mas sabes o que eu gostava mesmo que tu fizesses agora? Que me ajudasses a colocar estas roupas no lugar e a fazer o jantar, o que te parece? 
Do que um:
Já viste muitos desenhos animados hoje, já chega! Faz outra coisa qualquer. 
?...

Fonte

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

Decorações de Natal simples e handmade

A nossa árvore de natal ficou mais aconchegadinha com os novos enfeites que lhe fiz ontem à noite.

Ano após ano procuro trazer algo de novo, handmade e portanto significativo.
Gosto de olhar para ela e pensar que cada ornamento tem uma história que me aquece o coração.

Para cada bola de papel usei: 

- 4 círculos de papel (vários padrões e texturas) com 10cm de diâmetro,
- cola em stick UHU,
- 40cm de fio.

Dobrei os círculos em dois e colei todos os lados.
Antes de colar o último lado, coloquei no meio o fio para pendurar a bola de papel na árvore, também ele dobrado em dois com um nó na ponta.
Ainda coloquei sininhos e mini bolas em cada ornamento, mas era perfeitamente dispensável.

Simples assim! E não há criança nenhuma que não adore participar nesta tarefa.



Depois disto fiquei ainda com a sensação de que faltava alguma coisa, faltava trazer elementos naturais para a nossa árvore, por isso prendi um fio à volta de algumas pinhas et voilà outra forma bem simples de a ornamentar - acho que para o ano vou encontrar mais algumas pinhas e pinta-las de branco para contrastar e cortar um pouco com os vermelhos e os dourados. 


F E L I Z  N A T A L!!!

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

domingo, 13 de dezembro de 2015

Na minha mesa de Natal I



As minhas memórias de infância têm sempre o cheiro de dois bolos a sair do forno da avó C, pelas mãos da Tia L, um deles é o famoso bolo de maçã. 
(Priminhos, quem não se lembra dele?)

À receita original da tia L, adicionei mais 3 ingredientes: canela, nozes e vinho do Porto. E assim transformei um bolo extraordinário num bolo ainda mais reconfortante para esta época do ano.

Já vos ocorreu oferecer um bolo natalício aos vossos amigos como prenda de Natal? Num dos meus próximos posts vou concretizar melhor essa ideia. 

F E L I Z  N A T A L!!! 
(E memórias muito doces!)


Ingredientes:

- 200gr de açúcar
- 200gr de manteiga amolecida
- 4 ovos
- 1 cálice de vinho do Porto
- 1 c. sopa de canela
- 200gr de farinha com fermento, 
- 50gr de nozes grossamente partidas
- 3 maças cortadas em meia lua de cerca de 3 cm
- manteiga qb para untar a forma (eu uso azeite em vez de manteiga)
- farinha qb para polvilhar a forma

Preparação:

Ligar o forno a 180ºC. 
Untar a forma e polvilhar com farinha. Reservar.
Bater a o açúcar com a manteiga até obter uma massa cremosa. Adicionar os ovos, um a um, batendo entre cada adição, incorporar o cálice de vinho do Porto. 
Misturar a canela e as nozes na farinha, envolver lentamente, de fora para dentro na mistura anterior. 
Verter a massa na forma e preencher com as maças. 
Levar ao forno durante cerca de 45 mins. Não o deixem cozer muito, para a melhor das experiências.


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Uma questão de educação I



Sábado de manhã:

Um avô aparece com a neta de 20 meses no parque infantil, a menina muito entusiasmada, quer descer o escorrega desenfreadamente, tropeçando quase em cima dos outros meninos. 

- Ei, miúda de um raio! Então mas eu já não te disse que tens que esperar que o menino saia para tu desceres? 

- Oh deixe lá a menina! Foi sem querer não foi querida? Olha vamos fazer antes assim, dá cá a tua mãozinha.

- Não. Não. Vamos já embora. Eu estou farto de lhe dizer como é, mas isto minha senhora? Isto é teimosa!...

(A menina chora, tinha acabado de chegar e estava cheia de expectativas).

- Não vale a pena chorares, as meninas que são más não podem vir ao parque. Vamos já embora na minha frente.

(A menina corre em círculos, e chora ao mesmo tempo... e o avó cada vez mais desconcertado por falta de obediência da menina e preocupado com o que as pessoas pudessem pensar).

- Acabou-se o parque, não te trago mais aqui, miúda teimosa, é sempre a mesma coisa! Trago-te ao parque e depois portas-te mal.
bla bla bla, bla bla bla..

***

O meu coração fica tão apertadinho quando assisto a estas cenas... Isto soa-me tanto a violência...

Efectivamente uma menina de 20 meses não saberá muito bem quais as regras pela qual a sociedade em que se insere se rege, mas a única coisa de que ela precisa é que os adultos a guiem e lhe ensinem como deve proceder neste mundo ao qual veio parar, e no qual está a aprender a viver, mostrando-lhe essencialmente respeito e carinho durante o processo de aprendizagem, e não agindo como se ela já tivesse que ter nascido com o ship programado, catalogando-a à partida como uma pessoa má.

Provavelmente este comportamento recorrente da menina já se deve ao facto de saber que vem ao parque por períodos tão curtos de tempo, que o melhor é aproveitar, literalmente ao máximo, antes que alguém se lembre de dizer que ela fez alguma coisa de errado...

Nesta minha caminhada pela maternidade, assisto quase todos os dias a episódios como este, umas vezes mais intensos, outros menos, mas dolorosos de se ver, fico sinceramente chocada com a forma de educar em Portugal e percebo que o problema de um país, pode muito bem começar aquando dos primeiros passos...


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sábado, 5 de dezembro de 2015

Um pequeno gesto faz toda a diferença

Conheci a Luna ontem de manhã, através do post do Mário Augusto, que num feliz acaso (daqueles que, digo eu, não têm mesmo explicação) se cruzou com ela e com os seus desesperados pais, numa viagem de trabalho a Londres. 
A compaixão que sentiu por aquela família e o seu desabafo sincero contagiaram já mais de 61.000 seguidores no FB. Incluindo eu. 

Poderia começar por dizer que não imagino o que estarão a sentir os pais da Luna, vendo a vida da filha a escorrer-lhes pelas mãos, mas na verdade sei exactamente aquilo que eles estão a sentir... Vi a vida do meu próprio filho escorrer pelas minhas, e posso garantir que nada se equipara a essa experiência... 
É por isso muito difícil para mim ficar indiferente a este tipo de apelos...

Tal como diz o Mário Augusto:
O dinheiro se não é bem usado não passa de um monte de papel colorido que nem para guardanapo serve porque não é absorvente, pior, é repelente. Higiénico também não é...nem serve porque se diz por aí que o dinheiro é um dos grande meios de transporte das bactérias que nos fazem mal. Dá jeito ter na conta certa para não nos seduzir em demasia, ofuscar na opulência. Deixem que evoque o senhor dos anéis, o dinheiro é aquele anel porque todos lutam em que um dos inocentes acaba por ser o guardião do anel que todos perseguem.
O que separa a Luna de um último tratamento são 350 mil euros. Que não seja o dinheiro a separar esta família!
Eu já fiz a minha parte e fiquei desesperada por não saber o que fazer mais para ajudar esta família.
Depois lembrei-me que escrevo aqui, e que partilhar a Luna através deste meu humilde cantinho era algo simples de se fazer.
Não deixem de ajudar, cada um dá o que pode. 1 Euro pode parecer pouco, mas a multiplicar por muitos faz muito. 
Troque a raspadinha desta semana, poderá ficar rico na seguinte. Troque o seu café, a dor de cabeça hoje não vai aparecer. Fume menos 3 cigarros, não vai ficar mais irritado por isso. Não vá jantar fora esta semana, a próxima também será perfeita para isso. Aquele concerto a que quer muito ir, poderá acontecer um mês ou dois mais tarde. Aquele par de sapatos que anda a namorar há umas semanas, não só continuará na montra, como ainda o poderá adquirir mais barato daqui a uns dias.

Todos pela Luna!!!

NIB: 0018 0003 2281 2465 0202 3
IBAN: PT 50001800032281246502023
SWIFT/BIC:TOTAPTPL
Benef.: Adriano José Viana Moreira

Quero muito ver o teu sorriso querida Luna. ❤️

Fonte

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Calendário do Advento em 3 passos :: Advent Calendar in 3 easy steps

Como fazer um calendário do advento em 3 passos:

1 - Ir à loja IKEA mais perto de si e comprar estes saquinhos;
2 - colar os saquinhos numerados, numa superfície da vossa preferência;
3 - colocar guloseimas dentro de cada saquinho.

Aqui em casa, fizemos o nosso no roupeiro da entrada.
O Salvador ajudou em todo o processo, inicialmente dando-me os sacos com a cor que eu lhe pedia e depois colocando a numeração - tarefa, por um lado didática e por outro de agradável partilha.

Coloquei um M&M em alguns sacos, noutros coloquei mensagens amorosas, e noutros pequenos brinquedos de que ele já não se lembra (acho eu).

Todas as manhãs existe portanto, uma feliz razão para acordar.

F E L I Z  N A T A L!!!
(A contagem decrescente já começou).

*****************************

How to Make an advent calendar in 3 easy steps:

1 - Go to the nearest IKEA store and buy these bags;
2 - stick the numbered bags in an area of your choice;
3 - place the sweets in each bag.

We sticked our advent calendar in our entry hall, on the wardrobe door.
Salvador participated in all the process, initially handing the bags with the color I asked him for, and then numbering the bags - a didactic task on one hand and a wonderful sharing moment on the other.

In some bags I placed 1 M&M, in others loving messages and in some others a small toy, that he no longer remembers (I think).

So there is a happy reason to wake up every morning.

M E R R Y  C H R I S T M A S!!!
(Countdown has just begone).



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Happy Thanksgiving!

Morasse eu nos EUA e estava tão doida como qualquer americano está neste dia.
Tenho mesmo muita pena que o Halloween se tenha entranhado na nossa cultura e o Thanksgiving não.

Dar Graças. Que bonito que é, simplesmente dar graças.

Que bom que seria se conseguíssemos dar graças todos os dias.
Menos mau seria se dedicássemos um único dia no ano para o poder fazer em uníssono, à volta de uma mesa.

Hoje tenho porque dar graças, hoje quero dar graças:
- por tudo aquilo que tenho,
- pelas portas que se me fecharam e pelas janelas que se me abriram,
- pelas pessoas que entraram e por tudo o que aprendi com as que partiram,
- por viver num país em paz,
- por nunca ter conhecido a fome,
- pela minha família - aquela que construí e aquela que me construiu,
- por todos os defeitos e imperfeições de que é feita, porque sem eles não saberia o que fazer de diferente,
- pelo conforto e desafogo,
- pela saúde que tenho e temos,
- pelos bons amigos que me encontraram pelo caminho,
- pelos sorrisos de alegria mas também pelas lágrimas de tristeza.
- pela resiliência de que sou feita,
- por todos os que fazem a diferença na minha vida,
- pelas experiências vividas e por aquelas que me aguardam.

Sou uma pessoa grata, sou uma pessoa um bocadinho mais feliz.

HAPPY THANKSGIVING!!
Font
Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

Pai Natal ou Menino Jesus?

Gostava que cheirasse a Natal há mais tempo por estes lados, no entanto a tranquilidade típica dos anos anteriores está longe de existir.

Eu que gosto tanto de preparar a época natalícia com a calma que ela merece, e aproveitar para reflectir pelo caminho no ano a terminar, dou comigo a planear a todo o gás o ano que se aproxima cheio de novidades e desconhecidos que têm tanto de excitante como de misterioso...

Ansiedades e afazeres à parte, o nosso Natal já arrancou e a nossa árvore já se encontra vaidosamente erguida desde o inicio da semana; lembrando-nos todos os dias da magia da sua energia e marcando o ritmo da época.

A coisa mais deliciosa de todas foi apreciar o despertar do Salvador para a quadra natalícia e toda a sua entrega e envolvimento, que nos apanhou totalmente desprevenidos pois não tínhamos ainda discutido o tema: Pai Natal ou Menino Jesus?

Ambos crescemos com o mito do Menino Jesus, que deixava - aos meninos que se portavam bem durante o ano - um presente no sapato, junto à chaminé.

Lembro-me de ter lutado algumas noites contra o sono para o ver chegar, mas um sono profundo acabava sempre por tomar conta de mim e nunca o consegui apanhar. 
Colocava estratégicamente o meu sapato junto a lareira para que visse primeiro o meu, e só depois o do meu irmão.
Sonhava todas as noites com todas as possibilidades de presente que ele me poderia trazer (na altura o Menino Jesus trazia o que ele podia trazer e não o que nós gostássemos que ele trouxesse...) e muitas vezes para desgosto nosso, recebíamos umas meias ou uma peça de roupa nova...

Já bem próxima dos meus 8 anos, a imagem do Pai Natal invadiu o meu imaginário. 
Talvez hoje uma criança dessa idade já nem acredite no Pai Natal, mas há 25 anos atrás, numa região isolada deste nosso Portugal,  eu ainda sonhei muito com ele, e provavelmente ainda teria continuado a sonhar não fosse a minha querida prima C quebrar o encantamento naquela fria e épica noite em que brincávamos junto ao pelourinho, e eu interrompia constantemente o jogo para olhar para o céu e ver o Pai Natal que poderia passar a qualquer instante. 

Não há dúvidas de que o Natal é das, e para as crianças, são elas que lhe dão o maior significado e magia - pela sua inocência, pelos seus sonhos, pela sua criatividade - que nos contagiam até ao mais profundo do nosso ser. 

Acima de tudo queremos deixar intacta a capacidade de sonhar do Salvador, e por esse motivo decidimos guardar o mito do Menino Jesus nas nossas memórias mais doces e bendizer aquele misterioso senhor de barbas brancas, que mora no Polo Norte, viaja num trenó puxado por dezenas de renas  e carrega num gigante saco vermelho os brinquedos para as crianças do mundo inteiro.  

Afinal de contas, que sentido teria falar-lhe de um Menino Jesus que ele nunca conseguiria visualizar dada a pressão social sobre o seu homologo? E afinal não será o Pai Natal a melhor das mentiras piedosas, dado que quem dá as prendas é mesmo o "Pai" no dia de Natal

Neste sentido, já demos inicio ao mito que ele vai construir: a carta já foi escrita e colocada no correio, neste momento ainda está em trânsito e por isso o Pai Natal ainda aceitou uma troca de última hora, dado o pedido especial que o papa fez telefonicamente numa chamada para o Polo Norte, de impulsos elevadíssimos e portanto irrepetível...
O Pai Natal chegará na noite de 24 de Dezembro à casa da avó T e do avô L e vamos todos certamente delirar com ele. 

WOW!! - Just let's the Christmas season begin! 
🎄❤️🎅🏻


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Vida para além da vida :: Life beyond life

Neste quinto aniversário da tua partida, querido Alexandre, não quero falar da tua morte, pois como sabes, nunca estiveste verdadeiramente morto em nós, nem sei se algum dia vais estar...

Independentemente da tristeza que eu possa sentir hoje, quero antes falar da tua vida!

Da vida que deixaste conosco. Desse novo fôlego. Da injecção de nova esperança. Da beleza que cada minuto tem, e nos ensinaste a beber devagarinho.

És a nossa estrelinha mais brilhante neste céu imenso cheio de constelações!

E é por isso que continuas a brilhar nas nossas vidas, mas também a fazer a diferença na dos outros. 
"É passinho a passinho que se faz o caminho"
Conheçam os projectos, e o nosso testemunho em: Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos e plataforma Cuidando Juntos, que precisa da ajuda de todos nós.

Obrigada querida J, por todo o carinho, pelo ser maravilhoso que és e por toda a dedicação que colocas nesta causa.
"Que a felicidade nos encontre  um bocadinho todos os dias"

****************************

On this fifth anniversary of your departure, dear Alex, I don't want to talk about your death, because as you know, you've never been truly dead within us, and don't know if you'll ever be...

No matter how sad I might feel today, I rather prefer talking about your life!

The life you left inside us. This new breath. This new injection of hope. 
The beauty there is in every minute, which you taught us how to drink slowly.

You are our brightest star in this immense sky full of constellations!

And that's why you continue to shine in our lives everyday, and making a difference in someone else's.
"Are the small steps that make the way"
Know the projects, and our testimonial in: Associação Portuguesa de Cuidados Paliativos and Cuidando Juntos platform, which needs our support.

Thank you dear J, for all the love, for being such a wonderful person and for all the dedication you put into the cause.
"May a little happiness find us every day"

#Font

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Going Toddler - Tape IV

A cama de grades do Salvador foi finalmente desmontada.
Ele já não dormia lá há imenso tempo, mas sabem como é... ficava tão bem ao lado da nossa... 

Tenho várias ideias para a reutilizar, porém nenhuma concretizada, dado que todos os cantos da casa estão ocupados... 

Quanto ao colchão... Esse foi fácil. Fiz um cantinho de leituras com ele (ideal para os dias frios que já se fazem sentir). 
O Salvador tomou imediatamente conta dele - creio que o identifica como o seu forte, pois é para lá que foge quando não quer comer, mudar de roupa, ou calçar os sapatos, certo porém de que o vamos atacar com um carregamento de cócegas.
Sagas anteriores aquiaqui e  aqui.



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Desenhar por uma causa

Ainda sobre a campanha Peluches para a Educação, este ano nas lojas IKEA poderão encontrar uns peluches novos e muito originais, os SAGOSKATT (em português tesouro fabuloso), cuja concepção me tocou especialmente. 

Em dezembro do ano passado, as lojas IKEA em mais de 40 países, organizaram um concurso de desenho por uma boa causa e propuseram às crianças, que desenhassem o seu peluche de sonho, desses desenhos foram selecionados 10, que depois ganharam vida e dimensão, encontrando-se já à venda nesta campanha.

Podem deliciar-se com o vídeo aqui (a cara dos selecionados quando viram os seus peluches em 3 dimensões é impagável).

Para além dos peluches, existe também o livro "Festa na Floresta dos Sonhos" uma extraordinária história, cujos actores são esses seres especiais de que vos falei, e cuja ilustração vai certamente entusiasmar o imaginário dos pequeninos naqueles doces minutos antes de adormecer...

E porque este ano existe novamente concurso, toca a pedir às nossas crianças para usarem de toda a sua criatividade para que no próximo ano, um dos peluches possa contar com a nossa bandeira. Boa?



Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

Peluches para a Educação

O convite para a campanha Peluches para a Educação chegou, e foi muito bem recebido.
É sempre um prazer participar nos eventos que a IKEA Portugal realiza, especialmente se nos dizem tanto como este...

Até ao dia 27 de dezembro, sempre que comprar um livro infantil ou um peluche, a IKEA Foundation, em parceria com a UNICEF e Save the Children, doará 1€ para apoiar projectos educativos para crianças em situações de risco, em países em desenvolvimento. 

Eu apoio a 100% esta iniciativa e por isso venho trazer-vos esta sugestão para considerarem nas vossas listas de presentes para este Natal - aos primos, aos sobrinhos, aos filhos dos amigos, ofereça um livro ou um peluche (ou porque não os dois?).

Ao mesmo tempo a IKEA Portugal mantém a iniciativa "Doe um peluche, ofereça mais um sorriso", disponibilizando recipientes para que possamos doar um peluche às crianças beneficiárias da Cruz Vermelha Portuguesa.

Melhor do que oferecer um sorriso é poder oferecer vários, de forma tão simples, não concordam?


Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Go for the Romantic Look

Há quase um ano atrás prometi mostrar-vos a evolução da decoração da minha sala, como não tinha data definida não posso verdadeiramente dizer que esteja em falta convosco, mas lá que dá vergonhita, isso dá :(

Não percamos portanto, mais tempo. 

O ponto de partido foi o de uma sala contemporânea, linhas direitas e pouco comprometedoras para nos instalarmos de imediato. Com o tempo fui adicionando toques românticos, a fugir para o Shabby Chic mas sem acentuar demasiado o estilo.

Como?

1. Ter sempre flores, quando não poderem ser frescas, que sejam secas.


2. As almofadas são o principal elemento criador de estilo numa casa, como não quero proliferar o Shabby Chic, equilibrei com o verde das cortinas e uma almofada branca, antiga, de família, com um aplique de renda que achei uma doçura. 
Para fazer sobressair o detalhe, fiz-lhe um enchimento em cor rosa.   


3. Uma manta bem quentinha sempre à mão.


4. As rendas condizem desde sempre com o look romântico, se foram das que guardaram as rendas que as tias ofereciam "para o enxoval", quando eram ainda crianças, vão procura-las no baú pois estão de novo na moda. 


5. Composições com livros antigos e vasos de flores. 
(Infelizmente as flores naturais, atraiam muitos mosquitos e tive que optar por flores artificiais...)


6. Composição com um tabuleiro em cor pastel e estes porta velas que adoro.


7. Puxadores novos. Todos os passos anteriores só ganharam vida quando os puxadores foram mudados. 


Simples assim. 

Uma Boa Semana!! 

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sábado, 24 de outubro de 2015

Resultados Giveaway Futuras mamãs

E as vencedoras do Giveaway Futuras Mamãs já foram notificadas. 

Muitos parabéns às 3 mums-to-be!!!

*Patrícia Ferreira, 
*Cristina Machado,
*Ana Pais

Que com este miminho possam sentir-se ainda mais especiais! 

Às restantes, muito obrigada pela vossa massiva participação, espero em breve trazer mais novidades. 

A todas desejo o mais importante, um estado de graça gracioso e abençoado!

(Image rights)
* Adenda

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

Hoje ou amanhã?

E depois de serem os anfitriões de um jantar, vocês são daqueles que arrumam a bagunça toda no dia seguinte, ou não conseguem ir descansar, sem deixar tudo limpo e a cheirar bem?

(Bolas! devia ser menos exigente comigo mesma).

Bons sonhos gente linda.
zzzzzzzzz

(No filter) zzzzz
Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Projecto dos 5 minutos

Dada a frequência dos meus posts de costura nos últimos meses, até pode parecer que a minha máquina de costura avariou irremediavelmente. De facto sim, foram necessários uns ajustes aqui e 
ali, mas nada de tão longa resolução. A falta de disponibilidade parece ser mesmo a única culpada...

Costurar exige muita concentração e minúcia - imaginem o que é estar a carregar no pedal da máquina de costura com um rapazinho pendurado em cima do pé? Ou então a empurrar-me porque quer ver o que a mamã está a fazer, e já agora, quer fazer também... Ou então, nos dias melhores, senta-se no chão a brincar sozinho, eu respiro fundo e penso: "Boa! que sorte! Deixa lá ver onde é que eu ia...", e passado meio minuto:
- Mãe, o que é isto? 
- Filho, isso é um carro. 
- Mãe, como chama este carro? 
- Filho, esse carro chama-se Matt, e tu conhece-lo muito bem, pois é?
- Sim. Oía, mãe, e este? Como chama este carro? 
- Filho, esse carro é o amigo do Matt, chama-se Faísca Mc Queen.
- Oh sim! pois é. Mãe, qués brincar nosco? 
- Filho, a mamã esta a terminar um trabalho, posso brincar contigo daqui a bocadinho?
- Sniff, sniff... Não, mamã, anda brincar nosco! Tabalhar é feio! A mamã senta aqui! (Puxa pela minha mão) anda mamã, oía faz assim, oía, brrum, brrum, brrrum...

E pronto! Foi nestas condições que este pequeno projecto foi sendo elaborado.
Chama-se "projecto dos 5 minutos", pois a concentração durava apenas esse período de tempo (se tanto).

É uma capa para colocar o tablet no carro, muito prático para as viagens com duração superior a 3 horas (o tempo que ele dorme).

Resto de uma boa semana gente linda!!




Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Giveaway para as futuras mamãs

Hoje trago um miminho para as minhas leitoras, vou sortear estes 3 kits de produtos Medinfar*.

Para ganhar um deles apenas têm que:

- Fazer like na página do facebook Sofia's Whispers;
- Partilhar este post no vosso mural e com 5 amigas;
- e enviar uma mensagem privada com o link da partilha, os nomes das 5 amigas e o vosso nome e  email, para posterior contacto.

Enviem a participação até sexta-feira.
As 3 vencedoras serão escolhidas por sorteio através do RandomPicker.com e anunciadas, sábado, dia 24 de Outubro.

Boa sorte!


*Adenda - Compostos por 1 Halibut Derma Mamã e um Oleoban creme gordo.

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Mini jardim com cara lavada

Lembram-se das minhas experiências do passado mês de abril?

Pois é... foram uma autêntica catástrofe!

As sementes até germinaram e viam-se crescer todos os dias maravilhosamente bem dispostas e saudáveis, porém falta uma coisa muito importante na minha mini varanda, sem a qual nenhuma planta consegue sobreviver... ÁGUA! Não existe uma torneira de água à qual se possa ligar um sistema de rega automática, por isso as minhas plantas são totalmente dependentes de mim. Se eu sair dois dias, coloco uma garrafa de água em cada vaso e quando regresso elas estão minimamente hidratadas, mas se sair de casa nos meses de maior calor, 4 dias, 5, 6 7... :(( Conseguem imaginar não é? 
Sobrou apenas a alfazema, que ando com muita paciência a tentar recuperar... 

Aceitei que os planos de "grandes colheitas" não tinham muitas pernas para andar por aqui mas recuso-me a abandonar o projecto de usufruir do único espaço exterior que esta casa tem, por isso aproveitamos os últimos dias de sol para dar um ar mais limpo e colorido ao spot cá de casa. 
Reduzimos-nos ao essencial e somos felizes neste cantinho.

Bom fim-de-semana gente linda!!





Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Tardes de chuva por aqui :: Rainy afternoons around here

Tardes de chuva por aqui? Ontem foi assim:

Fizeram-se animais de plasticina e criaram-se histórias com eles. 
Quando houve uma pausa na precipitação, aproveitou-se para dar uns saltinhos nas poças de água.

Tudo vale para resistir à forte solicitação do comando. 

*****************

Rainy days around here? Yesterday looked like this:
Play-Doh animals were made and stories with them created.
When rainfall gave us a break, we embraced that chance to jump into the puddles we found.

Everything is valid to resist to remote's strong request.




Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Uma "Escola" Diferente

Escolher a escola ideal para o Salvador foi uma daquelas fases angustiantes, que a maternidade também traz consigo...

Eu sabia exactamente qual a escola que queria para o meu filho, mas frustrada, não a encontrava em lado nenhum... 

Procurava uma escola que não fosse uma escola... procurava um espaço diferente dos que me apareciam pelo caminho. Um lugar onde o Salvador encontrasse aquilo que lhe fazia falta em casa. Um espaço Aberto, onde pudesse brincar com outros meninos, apenas 3 horas, alguns dias por semana, a fim de ir criando uma rotina, que se queria gradual, e não de choque. Numa fase em que, um dia inteiro fora de casa é muito tempo, mas um dia inteiro com a mamã, é "tempo a mais".

Recompus-me e fui à procura de uma que em termos de metodologia se aproximasse o mais possível da nossa. No entanto, as que encontrei situavam-se a uns bons quilómetros de distância, e bloqueamos na indecisão da mudança de residência...

Uma vez que ele ainda não estava em idade escolar, achamos que aguardar mais um ano ajudaria imenso a tomar uma série de decisões. Até lá, actividades como: natação e música para bebés, resolveriam parte do problema.

Enquanto isto acontecia, aqui ao lado, uma pequena casa abandonada há anos, rodeada de um enorme terreno, ia ganhando cor e vida, novamente. Pessoas trabalhavam afincadamente, do nascer ao pôr do sol. Quem por ali passava diariamente, como nós, perguntava-se: o que sairia dali?
Já bem perto do final do verão, um cartaz é erguido, e ficamos a saber que seria um OTL. 

Quiz saber mais. Percebi o conceito, e fiquei embriagada. Aquela casinha de bonecas, era só e apenas aquilo que eu tinha desistido de procurar. Aquilo que eu me tinha conformado não existir, e para a qual teria que encontrar, contrariada, uma substituição.

Um lugar despretencioso e simples, fruto do sonho e vontade de uma pessoa, à qual, desejo o maior  dos sucessos.
Ali não há brinquedos. Ali há cartão, garrafas e garrafões, rolhas de plástico, folhas e paus secos, à espera de ganhar nova vida. Ali há terra e água, de um furo (protegido), que os meninos podem ver de onde vem. Ali há mangueiras para regar, árvores para trepar, ferramentas de jardinagem, panelas e pratos para cozinhar, o que bem lhes apetecer. Ali não há um programa para seguir. Ali as crianças decidem o que querem ser, ou fazer. Ali  as crianças podem brincar na terra, apanhar pedras, sujar-se, correr, saltar. Ali convivem meninos de todas as idades, não estão divididos por escalões etários, (tenho esta crença de que isso cria muitos conflitos. Pela ordem natural, os mais novos adoram aprender com os mais velhos, e os mais velhos desenvolvem capacidades de cuidar dos mais novos - testado e comprovado por mim). Ali as crianças são convidadas a usar o espaço exterior. Ali estão para chegar pintainhos, e logo ao lado há galinhas, galos, cavalos, póneis e ovelhas que terão cordeirinhos brevemente. Ali as crianças plantam a horta e vêm os seus vegetais crescer. Ali não existe um horário fixo, apenas as horas de que necessitamos. Ali ainda não há quase nada, porque tudo o que há para fazer, há-de ser feito com a ajuda, preciosa, das crianças que nela habitam.







*



Uma gratidão enorme emana do meu peito, porque o meu desejo se tornou realidade! Estava escrito. O Universo conspirou comigo.

Finalmente tinha encontrado uma "escola" para o Salvador, e aparentemente não havia sido eu a encontra-la, foi antes ela, a vir ao meu encontro.

É completamente errado chamar-lhe escola, não sendo essa a sua designação oficial. Eu sei. Porém,  é assim que eu a sinto. Depois de meses à procura de uma, encontrar esta casa encantada, e, chamar-lhe outro nome, torna-se difícil para mim. Pois ela representa tudo aquilo que desejei para o Salvador, nesta fase da sua vida - por isso, aqui só para nós, que ninguém nos ouve, eu vou continuar a chamar-lhe escola, está bem?


*Fotos com direitos.

Pode seguir Sofias's Whispers através:
You can follow Sofias's Whispers on: 



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...